Viagens aos EUA devem ficar mais curtas para reduzir custos, diz CVC

1 mês atrás 16

São Paulo

A notícia da liberação da entrada de viajantes vacinados do Brasil para os EUA, anunciada pela Casa Branca nesta segunda-feira (20), chega em um momento de aperto para o turista brasileiro e câmbio desfavorável às viagens.

Para Sylvio Ferraz, diretor-executivo de produtos da CVC, o brasileiro não perdeu o interesse pelos EUA, mas pode cortar custos com estadia e reduzir a duração da viagem.

“O financiamento vai ser crucial. Também estamos contando muito que as companhias aéreas aumentem a oferta para o preço das passagens não subir”, diz.

Ferraz, que nesta segunda (20) estava em Las Vegas em uma grande feira de turismo, diz que o ânimo do evento mudou depois do anúncio feito pela Casa Branca.

Segundo ele, a CVC não tinha lançado promoções em homenagem aos 50 anos dos parques da Disney na Flórida por causa das restrições aos brasileiros, mas agora poderá lançá-las.

com Mariana Grazini e Andressa Motter

LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Fonte