Um mês após mandado, Alec Baldwin entrega celular à polícia que apura tiro em set

1 semana atrás 15

Los Angeles

AFP

O ator Alec Baldwin, 63, entregou seu telefone às autoridades que investigam o disparo que matou uma cineasta em um set de filmagens no Novo México, nos Estados Unidos, em outubro do ano passado. A entrega aconteceu quase um mês depois da emissão de um mandado para apreender o aparelho.

Baldwin manipulava uma arma enquanto ensaiava uma cena do faroeste "Rust" com a diretora de fotografia Halyna Hutchins, de 42, que morreu no incidente.

A polícia está investigando porque havia munição real no local e solicitou o celular de Baldwin em meados de dezembro, argumentando que poderia conter "evidências relevantes para a investigação".

O iPhone de Baldwin, que estrelava e coproduzia este longa de baixo orçamento, foi entregue às autoridades do condado de Suffolk, em Nova York, onde ele reside.

As autoridades vão buscar informações no dispositivo e entregá-lo aos colegas do estado do Novo México, disse um porta-voz do condado de Santa Fé à AFP. O Departamento do Xerife ainda não recebeu as informações do telefone de Baldwin, acrescentou.

Os investigadores disseram que querem ver as mensagens e emails que o ator enviou e recebeu relacionados ao projeto. Segundo a ordem judicial que respalda o pedido, o ator havia trocado emails com a armeira do filme para discutir que tipo de arma seria usada na cena que acabou sendo fatal.

As trocas entre o advogado de Baldwin e sua esposa por telefone não serão entregues às autoridades, conforme um acordo entre Baldwin e o promotor distrital de Santa Fé. O Departamento do Xerife disse anteriormente que negociações sobre "preocupações jurisdicionais" atrasaram a entrega do dispositivo.

No último sábado (8), Baldwin postou um vídeo no Instagram em que, entre outros assuntos, comenta a questão do celular. "Qualquer insinuação de que eu não estou cumprindo pedidos, ordens ou mandados relacionados ao meu telefone é besteira, é mentira", diz.

Ninguém foi preso ainda neste caso. O ator afirmou em uma entrevista que não puxou o gatilho da arma, apenas a engatilhou.

Fonte