Tamagotchi, o popular ‘bichinho virtual’, ganhará versão em formato de relógio

1 mês atrás 567

publicado em

18 de junho de 2021 @ 15:41

O Tamagotchi, popularmente conhecido no Brasil como bichinho virtual, ganhou mais uma versão — sim, mais uma, como se já não bastassem as dezenas de variantes nos últimos tempos, algumas com destaque aqui no Giz. E o que tem de diferente no novo modelo? Bom, agora você pode vesti-lo no seu pulso, igual a um relógio inteligente.

O lançamento vem da Bandai Namco, empresa-mãe por trás do brinquedo, e a novidade se chamará Tamagotchi Smart. Trata-se de um smartwatch com visual extremamente fofo, coberto por um silicone rosa ou verde-azulado. Cada versão vem com um bichinho diferente, que pode ser controlado por botões no próprio relógio ou pela tela sensível ao toque, que é colorida. Além disso, o acessório poderá ser usado como um relógio comum, para visualizar as horas.

O dispositivo terá funções semelhantes a um relógio, incluindo contador de passos, comandos de voz e controles de toque. No entanto, para voz, não se trata de uma Alexa ou Google Assistente, mas sim um recurso que permite aos usuários gravar conversas com o bichinho virtual para que ele reconheça a voz do dono e emita barulhos pré-configurados.

O Tamagotchi Smart não será compatível com outros dispositivos da marca, e tudo por causa da conexão que cada um utiliza. O Tamagotchi Meets, por exemplo, usa Bluetooth, enquanto que o modelo Smart se baseia em pequenos cartões de plástico — os chamados TamaSama — com chips que, ao serem inseridos no relógio, adicionam itens e personagens exclusivos para serem baixados. Esses cartões são vendidos separadamente.

Por enquanto, o Tamagotchi Smart será vendido apenas no Japão, a partir de 23 de novembro, por US$ 60, o equivalente a R$ 300 na conversão direta, sem impostos. Já os cartões TamaSama custarão US$ 10 (R$ 50) cada.

Assine a newsletter do Gizmodo

Bichinho virtual completa 25 anos

Além de se adaptar a uma era mais tecnológica, o Tamagotchi Smart marca os 25 anos de lançamento do primeiro bichinho virtual, ainda na década de 1990. Primeiro, virou febre no Japão, e pouco tempo depois se popularizou em mais países. O brinquedo original consistia em um pequeno dispositivo do tamanho de um chaveiro que mostrava o crescimento de um animal (podia ser uma galinha, um gatinho, cachorro, dinossauro, entre outros). O dono precisava alimentá-lo, brincar com ele e colocar o bichinho para dormir.

No Brasil, não demorou muito para o acessório se popularizar, gerando inúmeras versões piratas vendidas em praticamente qualquer loja. A Bandai Namco estima que, desde 1996, quando lançou a primeira versão do Tamagotchi, mais de 83 milhões de unidades foram vendidas até março de 2021.

Fonte