Startup Hubla, que auxilia influencers a monetizar conteúdo, capta R$ 60 mi

2 meses atrás 36

A Hubla, uma startup que criou uma plataforma que ajuda a monetizar conteúdo de influencers nas mídias sociais, anunciou esta semana que recebeu um novo aporte financeiro de R$ 60 milhões liderado pelo fundo Kaszek. Este já é o segundo cheque desde o ano passado, quando a empresa captou outros US$ 2,1 milhões (R$ 11,8 milhões na cotação atual).

A quantia será utilizada para desenvolver outras soluções para os criadores, além de contratações e investimentos já pensando em crescimento para 2022. 

publicidade

O serviço da empresa — que afirma que somente 1% dos criadores de plataformas como YouTube e Instagram ganham dinheiro — funciona assim: os influencers são divididos em comunidades. Para acessá-las, outros usuários devem pagar uma quantia mensal.

Startup Hubla, que auxilia influencers a monetizar conteúdo, capta R$ 60 miImagem: Rawpixel.com/Shutterstock

Esse modelo de negócio, segundo a startup, já mostrou que é popular no Brasil e em Portugal. Entretanto, é difícil de escalar por conta de necessitar de muito trabalho manual.

Veja também

O CEO da Hubla, Arthur Alvarenga, acredita que a adoção da novidade pelos consumidores abre novas possibilidades para os criadores: “Existem inúmeras possibilidades e um mercado enorme para criar um negócio online e monetizar seu hobby, talento ou expertise”, disse. 

A Hubla também oferece outras ferramentas, como um sistema de pagamentos, gerenciamento de membros das comunidades, ferramentas de vendas e também integração com outros aplicativos.

Sobre a Hubla

A empresa foi fundada em 2020 e ganhou força com a pandemia, período em que vários influenciadores ganharam destaque e milhões de seguidores por conta do isolamento social. 

Atualmente, o serviço revela que já possui mais de mil comunidades ativas e cerca de 60 mil assinantes. 

Via: Bloomberg

Imagem principal: PopTika/Shutterstock

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Precisando de programador freelancer? Conheça o Codefreela

Fonte