São Paulo soma 185 mil pagantes, arrecada R$ 7,4 mi e lucra R$ 4,7 mi em 7 jogos com torcida no Morumbi

1 mês atrás 27

Na vitória por 2 a 0 sobre o Sport, no último sábado, no Morumbi, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, o São Paulo encerrou o segundo mês contando com o apoio dos seus torcedores no estádio após longo período de portões fechados por causa da pandemia da Covid-19. E o Tricolor não pode reclamar de sua torcida neste período, pois fechou o sétimo duelo com público total somado no local de 185.466 pagantes, uma média de 26.495 por partida. 

> Veja e simule a tabela do Brasileirão

Esta soma foi garantida com as 35.679 pessoas que pagaram ingressos para entrar no Cícero Pompeu de Toledo há dois dias, quando o clube também teve uma renda total de R$ 904.554,00 e um lucro líquido de R$ 527.528,7 após serem descontadas todas as despesas do duelo, que foram de R$ 377.025,22. Estes valores foram confirmados pela CBF no boletim financeiro da partida de sábado, que foi divulgado pela entidade em seu site oficial nesta segunda-feira.

E a arrecadação total contabilizada com bilheteria nos últimos sete confrontos no Morumbi foi de R$ 7.444.260,00. E deste valor sobraram R$ 4.760.126,09 para entrar nos cofres do Tricolor, que ainda fará a sua partida derradeira em casa nesta reta final do Campeonato Brasileiro na próxima segunda-feira, quando enfrentará o Juventude, às 19h, pela penúltima rodada da competição.

Vale destacar que em apenas três dos sete jogos que disputou com a torcida no estádio o São Paulo contou com o Morumbi 100% liberado ao público, pois apenas a partir de novembro o Governo do Estado de São Paulo autorizou a realização de duelos com arenas totalmente disponíveis, após estabelecer uma carga limite de 30% na primeira quinzena de outubro e de 50% na segunda.

RECORDE DE PÚBLICO APÓS VOLTA DA TORCIDA FOI CONTRA O FLAMENGO

E somente no dia 14 de novembro o Tricolor fez o seu primeiro jogo em casa neste mês. Na ocasião, com 47.855 torcedores no estádio, recorde de público do time desde a volta da torcida ao Morumbi, a equipe decepcionou ao ser goleada por 4 a 0 pelo Flamengo. Como o "consolo" para o péssimo resultado, o clube faturou R$ 2.158.558,52 de uma renda bruta de R$ 2.742.156,00.

Mesmo com a derrota marcante para a equipe carioca, o time comandado por Rogério Ceni voltou a ser apoiado em peso pela sua torcida no duelo seguinte no Morumbi, na última quarta-feira, quando 43.391 pagantes acompanharam o empate por 0 a 0 com o Athletico-PR pela 34ª rodada do Brasileirão. 

Para o jogo com o Furacão, o clube resolveu diminuir de forma expressiva os preços dos ingressos, ciente do impacto negativo que a goleada para o Fla poderia proporcionar. A estratégia foi bem-sucedida, pois a equipe voltou a atuar com casa cheia, mas o lucro líquido com bilheteria foi de R$ 706.425,22, valor mais de três vezes menor do que o faturado contra o adversário carioca.

MÉDIA DE 42,3 MIL PAGANTES EM JOGOS COM MORUMBI 100% LIBERADO

Se forem levados em conta apenas os jogos em que o Morumbi contou com 100% de sua capacidade liberada à torcida, a média de público do São Paulo foi de 42,3 mil pagantes por partida, 15,8 mil a mais do que a média total de 26,5 mil somada nos sete duelos com torcedores. E, ao total, 126.925 pessoas compraram ingressos apenas para os últimos três confrontos na casa tricolor.

Ao todo nestes três duelos anteriores no Morumbi, o São Paulo faturou R$ 3.392.512,44 com lucro líquido de bilheteria, que sobraram de uma quantia total arrecadada de R$ 4.745.720,00 em renda bruta nestes compromissos.

MAIS TRÊS JOGOS PELA FRENTE E SÓ UM NO MORUMBI EM RETA FINAL

Com estes números expressivos nas arquibancadas, o Tricolor ocupa hoje a 12ª posição do Campeonato Brasileiro, com 45 pontos, e voltará a campo nesta quinta-feira, às 20h, contra o Grêmio, em Porto Alegre, ainda em confronto válido pela 35ª rodada, com a meta de livrar de vez o risco de rebaixamento à Série B. O Juventude, rival do jogo em que o time se despedirá da torcida no Morumbi, hoje encabeça a zona de descenso, em 17º lugar, com 40 pontos.

Depois deste embate diante do rival de Caxias do Sul pela penúltima rodada, os comandados de Ceni fecharão campanha no torneio contra o América-MG, no dia 9 de dezembro, às 21h30, no estádio Independência, em Belo Horizonte.

Confira os públicos e rendas do São Paulo após a volta da torcida ao Morumbi:

7/10/2021 - São Paulo 1 x 1 Santos
Público: 
5.529 pagantes.
Renda bruta: R$ 393.437,00.
Líquido a receber: R$ 58.801,52.

14/10/2021 - São Paulo 1 x 1 Ceará
Público: 9.271 pagantes.
Renda bruta: R$ 333.135,00.
Líquido a receber: R$ 68.293,6.

18/10/2021 - São Paulo 1 x 0 Corinthians
Público: 23.874 pagantes.
Renda bruta: R$ 1.076.213,00.
Líquido a receber: R$ 689.123,4.

31/10/2021 - São Paulo 1 x 0 Internacional
Público: 19.867 pagantes.
Renda bruta: R$ 895.755,00.
Líquido a receber: R$ 551.395,13.

14/11/2021 - São Paulo 0 x 4 Flamengo
Público: 47.855 pagantes.
Renda bruta: R$ 2.742.156,00.
Líquido a receber: R$ 2.158.558,52.

24/11/2021 - São Paulo 0 x 0 Athletico-PR
Público:
43.391 pagantes.
Renda bruta: R$ 1.099.010,0.
Líquido a receber: R$ 706.425,22.

27/11/2021 - São Paulo 2 x 0 Sport
Público: 35.679 pagantes.
Renda bruta: R$ 904.554,00.
​Líquido a receber: R$ 527.528,7.

Total somado nos sete jogos com público:
Público:
185.466 pagantes.
Renda bruta: R$ 7.444.260,00.
Líquido a receber:​ R$ 4.760.126,09.

Fonte