Saiba como está avanço das lavas do vulcão que poderia causar tsunami no Brasil

1 mês atrás 92

Vulcão Cumbre Vieja entrando em erupção

Reprodução: Redes Sociais

Vulcão Cumbre Vieja entrando em erupção

Dois dias após  a erupção do vulcão Cumbre Vieja, em La Palma, no arquipélago espanhol das Ilhas Canárias, suas lavas já atingiram centenas de casas,  causaram tremores e obrigaram cerca de 5.500 pessoas a saírem da região. Por outro lado, a velocidade com que as lavas tem deslizado em direção ao mar foi reduzida nesta segunda-feira (20). 

De acordo com o El País, as lavas que deslizavam a 700 metros por hora, conforme estimado no cone eruptivo, passaram a deslizar a 300 metros por hora, pois esfriaram. Com isso, a estimativa é de que a chegada delas ao litoral seja atrasada em um dia e meio.

A erupção

O vulcão entrou em erupção neste domingo (19) após uma série de sismos iniciados no último dia 11. O Instituto Geográfico Nacional (IGN) apontou o registro de quase 7 mil tremores, de pouca magnitude e intensidade, nos dias que precederam a erupção - já nesta segunda, os tremores foram mais fortes.

Mas, apesar da devastação, especialistas ressaltam que a possibilidade desse fenômeno provocar um tsunami na costa brasileira , como repercutido na última semana, é ínfima.

Devastação

O vulcão Cumbre Vieja deixou um rastro de lava que já afeta casas em La Palma  e provocou um terremoto de magnitude 3,8, o mais forte desde o início da erupção. 

De acordo com o jornal espanhol "El País", o Instituto Geográfico Nacional da Espanha, a princípio, havia declarado que a magnitude era de 3,1. Depois, no entanto, aumentou o seu valor.  O tremor ocorreu após a abertura de uma nova boca do vulcão. 

Segundo o prefeito de El Paso, Sergio Rodríguez Fernández, a região já está completamente evacuada e não há informações sobre vítimas. Centenas de pessoas foram evacuadas.

O mesmo não se pode dizer em relação às infraestruturas, uma vez que cerca de 20 casas "estão completamente destruídas", segundo Fernández. Informações desta segunda-feira  indicam que a lava já teria afetado até uma centena de habitações.

A situação na zona de La Palma pela erupção "é devastadora", afirmou o presidente do Conselho Municipal de La Palma, Mariano Zapata.

Veja Também

Fonte