'Round 6', série da Netflix que se tornou fenômeno global, é tema de podcast

1 semana atrás 4

Levou pouco tempo para que a série sul-coreana "Round 6" se tornasse um sucesso global. Esta semana, a produção virou oficialmente a série mais vista de todos os tempos da Netflix.

Criada pelo cineasta Hwang Dong-hyuk, "Round 6" tem inspirado uma enxurrada de memes e debates dentro e fora das redes sociais. É ainda cercada de polêmicas e faz parte do atual fenômeno de internacionalização da indústria cultural sul-coreana.

O enredo traz centenas de pessoas endividadas e marginalizadas que são convidadas a participar de um misterioso jogo de brincadeiras infantis. O prêmio é de aproximadamente R$ 200 milhões, o que atrai os participantes.

Os jogos, porém, funcionam com uma dinâmica macabra: seus eliminados são sempre assassinados. Ou seja, para ganhar a grana e ficar vivo, o jogador tem que seguir todas as regras, enquanto vê pessoas sendo assassinadas o tempo inteiro.

O Expresso Ilustrada desta semana discute o que tem de tão atraente em “Round 6”, como ela retrata a alta competitividade, a desigualdade e a falta de oportunidades na Coreia do Sul e também relaciona o sucesso da produção à expansão da indústria cultural do país.

Para abordar o tema, o programa ouviu Luciana Coelho, que assina uma coluna sobre séries e é secretária-assistente de redação da Folha, e Tony Goes, colunista do jornal. “Round 6 vai exatamente na veia da questão da desigualdade e do nosso voyeurismo para violência, ao mesmo tempo tem o personagem bem construído que é uma coisa indispensável para a dramaturgia”, diz Goes.

Com novos episódios todas as quintas, às 16h, o Expresso Ilustrada discute música, cinema, literatura, moda, teatro, artes plásticas e televisão. A edição desta semana é de Natália Silva, e o roteiro é de Lucas Brêda e Marina Lourenço, que também apresentam o programa.

O PODCAST ESTÁ DISPONÍVEL EM TODAS AS PLATAFORMAS DE STREAMING. AQUI ESTÃO ALGUMAS DELAS:

Spotify

iTunes

Deezer

Google Podcasts

Castbox

Stitcher

Fonte