Próxima geração de GPUs NVIDIA chega em 2022 e utilizará nós de 5 nm da TSMC

1 mês atrás 31

As placas de vídeo para games GeForce RTX 40 da NVIDIA baseadas na arquitetura Ada Lovelace estão sendo preparadas para lançamento em 2022. Em seu último relatório, o DigiTimes afirma que parceiros, incluindo fábricas de Taiwan que são parceiras da NVIDIA, estão se preparando para uma grande atualização de GPU no próximo ano com a série GeForce RTX 40.

Já ouvimos sobre a possibilidade de a NVIDIA utilizar o nó de 5nm da TSMC para as suas GPUs de jogos da próxima geração, Ada Lovelace, através “vazadores confiáveis”, mas, desta vez, as informações vêm diretamente das fábricas com base em Taiwan onde essas GPUs serão fabricadas. Uma conta do Twitter chamado RetiredEnginner (@chiakokhua) revelou um trecho da informação.

As GPUs NVIDIA Ada Lovelace irão equipar as placas de vídeo GeForce RTX 40 que terão como concorrência as placas de vídeo da série Radeon RX 7000 baseadas em RDNA 3 da AMD. Ainda há algumas especulações sobre o uso do sistema MCM (Multi Chip Module) pela NVIDIA. A GPU Hopper, que é principalmente voltada para o segmento de Datacenter e IA, está  supostamente sendo produzida e contará com uma arquitetura MCM CoWoS (Chip em um wafer com substrato, em tradução livre). A NVIDIA não usará um design MCM em suas GPUs Ada Lovelace, portanto, eles manterão o design monolítico tradicional. Espera- se que as GPUs Ada Lovelace tragam uma série de inovações importantes em termos de arquitetura.

- Continua após a publicidade -

Com base em rumores anteriores, houve rumores de que a NVIDIA utilizaria o nó N5 (5nm) da TSMC para suas GPUs Ada Lovelace. Isso também inclui o SKU AD102, que terá um design totalmente monolítico. Em seu último tweet que fala sobre as configurações específicas da GPU, a GPU AD102 apresenta um clock de até 2,5 GHz (com média de 2,3 GHz). O chip AD102 parece ter 18.432 núcleos CUDA com base nas especificações preliminares (que podem mudar), alojados em 144 unidades SM. Isso é quase o dobro dos núcleos presentes nas placas Ampere, que já foram um grande avanço em relação as Turing. Um clock de 2,3-2,5 GHz nos daria até 85 a 92 TFLOPs de desempenho de computação (FP32). Isso é mais do que o dobro do desempenho do FP32 do RTX 3090, que contém 36 TFLOPs de poder de computação FP32.

Grande salto de desempenho

O salto de 150% no desempenho parece enorme, mas deve-se lembrar que a NVIDIA já deu um grande salto nos números do FP32 nesta geração com as placas Ampere. A GPU Ampere GA102 (RTX 3090) oferece 36 TFLOPs, enquanto a Turing TU102 (RTX 2080 Ti) oferece 13 TFLOPs. Isso é mais de 150% de aumento em FP32, mas o aumento de desempenho em jogos no mundo real para o RTX 3090 ficou em cerca de 50-60% mais rápido em relação a RTX 2080 Ti. Então, uma coisa que não devemos esquecer é que o aumento de desempenho bruto não reflete o desempenho dos jogos. Além disso, não sabemos se esses clocks são o pico máximo ou base.

Além disso, o vazamento também afirma que a placa mais potente da família NVIDIA GeForce RTX 40 manteria uma interface de barramento de 384 bits, semelhante a RTX 3090. O interessante é que o vazador menciona memórias GDDR6X, o que significa que a NVIDIA manterá os mesmos padrões de memórias da geração atual. A placa terá 24GB de memória, então podemos esperar módulos DRAM de 16Gb de lado único ou DRAM de lado duplo de 8Gb.

- Continua após a publicidade -

Comparativo as duas últimas gerações com as especulações das placas Ada Lovelace:

NVIDIA GeForce RTX 3090Ti terá versão com memória GDDR6X mais rápida de 21 Gbps

NVIDIA GeForce RTX 3090Ti terá versão com memória GDDR6X mais rápida de 21 Gbps
Placa é a primeira a utilizar módulos GDDR6X de 2GB

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Wccftech

Fonte