Por que Abel está 'no limite'? Ele já tem propostas de fora? A família virá para o Brasil? Veja os bastidores do 'fica' ou 'sai' do técnico do Palmeiras

1 mês atrás 46

15:44 BT

  • Bibiana Bolson, Daniel Bocatto e Francisco De Laurentiis

Abel Ferreira tem contrato com o Palmeiras até dezembro de 2022, mas ainda não sabe se ficará no futebol brasileiro


Neste domingo, a torcida do Palmeiras está de ressaca de tanto comemorar a conquista da Conmebol Libertadores, no último sábado, em cima do rival Flamengo. Mas, apesar da festa sem fim, uma preocupação já surge na mente dos alviverdes: o técnico Abel Ferreira ficará no clube?

Logo após vencer o título sul-americano em Montevidéu, o português concedeu entrevista aos canais esportivos do grupo Disney ainda no campo do Estádio Centenário e disse que precisaria "refletir bem" sobre o que quer para sua vida "no presente e no futuro", citando a constante pressão por resultados e o calendário "insano" do futebol brasileiro.

Acompanhe as notícias e repercussões do Palmeiras no SportsCenter, com transmissão pela ESPN no Star+

Depois, em sua coletiva de imprensa, o "professor" afirmou que está em seu "limite mental", e salientou novamente que precisará de um tempo para tomar sua decisão sobre seguir ou não no Brasil, apesar de ter contrato até dezembro de 2022 com a equipe do Palestra Itália.

Mas quais os reais motivos da estafa mental de Abel Ferreira? Ele tem propostas de fora? O que a diretoria palmeirense está tentando fazer para convencer o bicampeão da Libertadores a seguir no time alviverde?

Veja o que sabemos sobre a situação do luso:

Por que Abel está "no limite"?

Um dos principais motivos do cansaço de Abel é a insanidade do calendário brasileiro e sul-americano, ainda mais depois das temporadas 2020 e 2021 terem sido emendadas por causa da pandemia de COVID-19.

Em várias coletivas recentes, o português salientou que o Palmeiras foi o time que mais jogou no mundo no período de um ano, e o treinador não aguenta mais a maratona de viagens e jogos sem ter tempo para descanso ou treinos mais elaborados.

"Já disse, o calendário é insano, cansativo para mim. O clube já me deu a oportunidade de seguir, sou muito grato ao Maurício (Galiotte), à Leila (Pereira), mas eu tenho que fazer uma reflexão com a minha família. Eu não consigo estar na minha máxima capacidade com jogo, descanso, jogo. É desumano o que fazem aqui", disparou, em sua coletiva do último sábado.

Além disso, a constante pressão por resultados e as muitas críticas que sofreu, principalmente pelos seguidos vices no início da temporada 2021, também deixaram o luso bastante contrariado.

Por fim, existe a questão da saudade da família. Como sua mulher e filhas ainda moram em Portugal, Abel Ferreira passa meses sozinho no Brasil, o que ele jamais escondeu que faz muito mal para sua vida pessoal.

"Minha maior psicóloga é minha esposa. Às vezes, ela tem que pegar um avião e vir aqui dar uma acalmada na fera (risos)", brincou o comandante, em sua coletiva antes da final contra o Flamengo.

play

3:13

Deyverson olhou para Abel Ferreira e desabafou

Abel já tem propostas de fora?

Segundo pessoas próximas a Abel ouvidas pelo ESPN.com.br, o treinador deve receber "procura forte" de equipes do exterior a partir da primeira quinzena de dezembro.

Até a final da Libertadores, o português disse "não" a várias sondagens que chegaram, já que estava focado na disputa contra o Flamengo. Em outubro, por exemplo, ele sequer quis ouvir o que um time de LaLiga estaria oferecendo pra ter seus serviços.

Agora, porém, a quantidade de contatos deve aumentar muito.

Segundo o globoesporte.com, inclusive, já há uma proposta oficial do Al-Nassr, da Arábia Saudita. O interesse dos sauditas, inclusive, já vem de algumas semanas, como mostrou o ESPN.com.br no final de outubro.

Fontes próximas ao comandante também dizem que sua prioridade é comandar um clube europeu, até porque ficaria mais proximo da família.

play

0:38

Abel não conseguiu escapar do banho depois da taça da Libertadores

A diretoria do Palmeiras quer que Abel fique?

A nova diretoria do Palmeiras, que passará a ser comandada por Leila Pereira a partir de 15 de dezembro, quer muito que Abel Ferreira siga.

Nos bastidores, inclusive, a dona da Crefisa vem se movimentando no sentido de convencer a família de Abel a se mudar para o Brasil, o que certamente facilitaria na permanência do comandante.

Fontes ouvidas pelo ESPN.com.br, inclusive, dizem que o português gostou muito do projeto apresentado por Leila e seus vices em reunião na semana passada, e afirmam inclusive que a família do luso vê com bons olhos uma mudança para o Brasil no atual momento.

No entanto, outras pessoas ouvidas pela reportagem em Montevidéu se mostraram ressabiadas com o tom forte adotado por Abel Ferreira em sua coletiva de imprensa.

Nos bastidores do Palestra Itália, há uma mistura de sentimentos de confiança e pessimismo em torno do "fico" de Abel. O que é certo, porém, é que a alta cúpula alviverde deseja que o "professor" continue no cargo e não irá medir esforços (inclusive financeiros) para que isso se realize.

Fonte