Pesquisadores descobrem estrelas pulsantes em aglomerado de 8 bilhões de anos

1 mês atrás 32

https://br.sputniknews.com/20211130/pesquisadores-descobrem-estrelas-pulsantes-em-aglomerado-de-8-bilhoes-de-anos-20466717.html

Pesquisadores descobrem estrelas pulsantes em aglomerado de 8 bilhões de anos

Pesquisadores descobrem estrelas pulsantes em aglomerado de 8 bilhões de anos

Analisando um conjunto de estrelas subanãs da classe B no aglomerado de NGC 6791, um grupo internacional de astrônomos descobriu um tipo incomum de objetos... 30.11.2021, Sputnik Brasil

2021-11-30T13:09-0300

2021-11-30T13:09-0300

2021-11-30T13:09-0300

sociedade e cotidiano

espaço

estrelas

telescópio

galáxias

universo

/html/head/meta[@name='og:title']/@content

/html/head/meta[@name='og:description']/@content

https://cdnnbr1.img.sputniknews.com/img/1183/45/11834555_85:0:1081:560_1920x0_80_0_0_b2b1b9564430ceea7157edc225e59bce.jpg.webp

As subanãs quentes da classe B (sdB) são estrelas que estão em um estágio tardio de evolução, quando uma estrela perde suas camadas de hidrogênio externas, ficando com um núcleo de hélio e um invólucro hidrogênio muito fino. Estes astros têm cerca de metade da massa solar, com um raio de 0,1-0,3 do Sol e atingem uma temperatura entre 19.700 e 39.700 graus Celsius. No entanto, o que representa maior interesse para os cientistas são as chamadas estrelas subanãs pulsantes B (sdBV), que alteram o seu brilho devido a breves mudanças periódicas de pressão ou chamadas ondas acústicas, e mudanças das ondas de gravidade de longo período. Os pesquisadores procuraram por estrelas subanãs pulsantes no aglomerado estelar aberto NGC 6791, de aproximadamente oito bilhões de anos, que é um dos mais antigos e ricos em metais da Via Láctea. O aglomerado está localizado a cerca de 13.300 anos-luz de distância na constelação de Lira e é extraordinariamente maciço, abrigando uma grande população de estrelas. No referido aglomerado foram identificadas três estrelas subanãs pulsantes B. As suas temperaturas efetivas variam entre 23.570 a 24.512 graus Celsius. Os resultados do estudo, publicados no portal arXiv, fornecem informações essenciais sobre as propriedades dessas estrelas, o que pode ser crucial para fazer avançar nosso conhecimento sobre esse aglomerado estelar.

https://br.sputniknews.com/20210509/colisoes-de-nuvens-podem-desencadear-formacao-estelar-no-espaco-aponta-estudo-17483236.html

universo

Sputnik Brasil

contato.br@sputniknews.com

+74956456601

MIA „Rosiya Segodnya“

2021

Sputnik Brasil

contato.br@sputniknews.com

+74956456601

MIA „Rosiya Segodnya“

notícias

br_BR

Sputnik Brasil

contato.br@sputniknews.com

+74956456601

MIA „Rosiya Segodnya“

https://cdnnbr1.img.sputniknews.com/img/1183/45/11834555_209:0:956:560_1920x0_80_0_0_23bf6251dead54403753c9d42f409db9.jpg.webp

Sputnik Brasil

contato.br@sputniknews.com

+74956456601

MIA „Rosiya Segodnya“

espaço, estrelas, telescópio, galáxias, universo

Analisando um conjunto de estrelas subanãs da classe B no aglomerado de NGC 6791, um grupo internacional de astrônomos descobriu um tipo incomum de objetos espaciais pulsantes.

As subanãs quentes da classe B (sdB) são estrelas que estão em um estágio tardio de evolução, quando uma estrela perde suas camadas de hidrogênio externas, ficando com um núcleo de hélio e um invólucro hidrogênio muito fino.

Estes astros têm cerca de metade da massa solar, com um raio de 0,1-0,3 do Sol e atingem uma temperatura entre 19.700 e 39.700 graus Celsius.

No entanto, o que representa maior interesse para os cientistas são as chamadas estrelas subanãs pulsantes B (sdBV), que alteram o seu brilho devido a breves mudanças periódicas de pressão ou chamadas ondas acústicas, e mudanças das ondas de gravidade de longo período.

Aglomerado globular de estrelas Messier 75, localizando na constelação de Sagitário, a uns 67 mil anos-luz da Terra - Sputnik Brasil, 1920, 09.05.2021

Os pesquisadores procuraram por estrelas subanãs pulsantes no aglomerado estelar aberto NGC 6791, de aproximadamente oito bilhões de anos, que é um dos mais antigos e ricos em metais da Via Láctea.

O aglomerado está localizado a cerca de 13.300 anos-luz de distância na constelação de Lira e é extraordinariamente maciço, abrigando uma grande população de estrelas. No referido aglomerado foram identificadas três estrelas subanãs pulsantes B. As suas temperaturas efetivas variam entre 23.570 a 24.512 graus Celsius.

Os resultados do estudo, publicados no portal arXiv, fornecem informações essenciais sobre as propriedades dessas estrelas, o que pode ser crucial para fazer avançar nosso conhecimento sobre esse aglomerado estelar.

Fonte