Os maiores carrascos de cada franquia em playoffs

1 semana atrás 16

Você sabe quem são os maiores carrascos de cada franquia da NBA quando se trata de playoffs? O Jumper Brasil mostra quem são os jogadores que mais pontuaram contra cada equipe em jogos de pós-temporada. Michael Jordan é quem fez mais vítimas em séries eliminatórias. Dentre os 30 times da liga, a lenda do basquete é cestinha contra quatro deles. Kobe Bryant leva o título de maior algoz contra três. A lista ainda conta com nomes como LeBron James, Tim Duncan, Karl Malone e Hakeem Olajuwon.

Michael Jordan (Cavaliers, Knicks, Hornets e Pistons)

maiores Carrascos franquia playoffs

Kimberly Barth/AFP

Dos 15 anos como profissional, Jordan esteve em pós-temporadas em 13 deles. Com isso, foram 179 jogos de playoffs que o permitiram se tornar carrasco, principalmente, de quatro equipes. Levando em conta o número de pontos por jogo, o Cleveland Cavaliers tem Jordan como seu maior vilão. Contra a franquia de Ohio, foram 739 pontos marcados em 20 jogos. Totalizando, assim, 37 pontos por partida e 50.1% nos arremessos de quadra.

Ele também é o principal pontuador rival do New York Knicks. Desta forma, em 27 jogos contra a equipe, Jordan anotou 893 pontos, sendo 33.1 por jogo e com aproveitamento de 47% nos arremessos. Em seguida, vem a franquia que atualmente é dono: o Charlotte Hornets. Em nove jogos ele conseguiu se tornar o maior adversário do time com 277 pontos. Assim, são 30.8 pontos por partida em um aproveitamento de 47.8% nos chutes. Por fim, o Detroit Pistons. Em 22 jogos contra a franquia de Michigan, Michael Jordan tem 659 pontos, sendo 30 por jogo. O aproveitamento nos arremessos é de 48.1%.

Kobe Bryant (Nuggets, Spurs e Twolves)

maiores Carrascos franquia playoffs

Jeff Gross/AFP

Com 15 participações em playoffs, Kobe Bryant se tornou o maior algoz de três equipes. Ele é quem mais fez estragos no Denver Nuggets. Como resultado, em 17 jogos, foram 542 pontos com média de 31.9 por partida e um aproveitamento de 47.1% nos arremessos. Ele também é o maior carrasco do San Antonio Spurs – time que enfrentou 30 vezes em pós-temporadas. Contra os texanos, foram 847 pontos, sendo 28.2 por jogo e eficiência de 47.3% nos chutes. Com uma média similar, Kobe se tornou um déspota para o Minnesota Timberwolves. Assim, nos 12 duelos contra a franquia, Bryant soma 337 pontos, com média de 28.1 por jogo e um aproveitamento de 42.3% nos arremessos de quadra.

LeBron James (Raptors e Pacers)

maiores Carrascos franquia playoffs

Gregory Shamus/AFP

O primeiro atleta ainda em atividade desta lista não podia ser outro: LeBron James. São 15 pós-temporadas disputadas em 18 anos na liga. Com isso, o astro já se tornou cestinha contra duas franquias em playoffs. Para o Toronto Raptors, ele é o principal carrasco. Em 14 confrontos, James soma 436 pontos. São 31.1 em média por jogo, além do ótimo aproveitamento de 58.3% nos arremessos. Do mesmo modo, LeBron já castigou muito o Indiana Pacers, nos 30 jogos contra a equipe. Com 29.7 pontos de média, são 892 no total. Assim como contra o Raptors, o aproveitamento nos chutes é alto: 53.2%.

Karl Malone (Blazers e Rockets)

maiores Carrascos franquia playoffs

Robert Sullivan/AFP

Durante seus 19 anos de NBA, Karl Malone foi para a pós-temporada em todos eles. Nesse sentido, teve a oportunidade de se tornar o maior algoz de duas franquias na liga. O Portland Trail Blazers foi quem mais sofreu nos 31 jogos entre time e jogador. Malone totalizou 821 pontos, com média de 26.5 por partida e 46.5% de eficiência nos chutes. Outra equipe que tem o astro do Utah Jazz como principal vilão em playoffs é o Houston Rockets. Contra o time do Texas, Karl Malone participou de 26 jogos e anotou 645 pontos. Assim, são 24.8 pontos por jogo e aproveitamento de 45.8% nos arremessos.

Hakeem Olajuwon (Jazz e Thunder)

maiores Carrascos franquia playoffs

James Nielsen/AFP

Ao longo de suas 15 temporadas disputando playoffs, Hakeem Olajuwon se tornou o jogador mais letal para duas equipes: Utah Jazz e Oklahoma City Thunder. Contra a franquia de Salt Lake City, o pivô atingiu 685 pontos em 26 jogos. São 26.3 por partida, além de 51.1% dos chutes convertidos. Da mesma forma, Oljauwon foi quem mais pontuou contra o Thunder em pós-temporada. São 671 pontos, nos 28 duelos, que resultam em 24 pontos por jogo e 54.5% de aproveitamento nos arremessos.

Tim Duncan (Mavericks e Suns)

maiores Carrascos franquia playoffs

Glenn James/AFP

Tim Duncan fez história pelo Sun Antonio Spurs. Entretanto, também tem seu nome escrito no Dallas Mavericks. O ala-pivô é o maior carrasco dos texanos em pós-temporadas, ao longo dos 36 jogos entre o jogador e a franquia. Foram 858 pontos, com média de 23.8 por partida, além do alto aproveitamento de 54.2% nos arremessos de quadra. Outra equipe que Duncan deixou esta marca, foi o Phoenix Suns. Em 30 jogos, foram 696 pontos registrados, com aproveitamento de 53.6% dos chutes e média de 23.2 pontos.

Luka Doncic (Los Angeles Clippers)

Doncic Mavericks Clippers

Adam Pantozzi/AFP

Em uma história mais recente, Luka Doncic se tornou o maior algoz do Los Angeles Clippers. Muito por conta dos encontros nas últimas duas temporadas. Apesar das eliminações, o esloveno conseguiu essa marca após 13 duelos. Com isso, foram 436 pontos no total, sendo 33.5 por jogo. Seu aproveitamento é de 49.4% nos arremessos quando enfrenta o time de L.A.

Shaquille O’Neal (Kings)

maiores Carrascos franquia playoffs

Robert Sullivan/AFP

Em suas 17 aparições em playoffs, Shaq, além de conseguir quatro anéis, também se tornou o maior carrasco do Sacramento Kings. Como resultado, as 16 partidas que enfrentou o time da Califórnia, lhe renderam 492 pontos, uma média de 30.8 por jogo e um excelente aproveitamento de 55.1% nos chutes.

Stephen Curry (Pelicans)

maiores Carrascos franquia playoffs

Chris Graythen/AFP

Primeiramente, na curta trajetória do New Orleans Pelicans em pós-temporadas, houve dois encontros com o Golden State Warrios de Stephen Curry. Desta forma, nas oito partidas que o armador enfrentou o time da Luisiana, se tornou o maior vilão da franquia. Como resultado, são 233 pontos marcados, com eficiência de 46.3% nos arremessos de quadra e uma média de 29.1 pontos por jogo.

Elgin Baylor (Hawks)

maiores Carrascos franquia playoffs

Arquivo AFP

Além de fazer história pelo Lakers (tanto em Mineápolis, quanto em Los Angeles), Elgin Baylor também ficou marcado pelos torcedores do Atlanta Hawks – mas de forma negativa. Em jogos eliminatórios, o ala enfrentou o time da Geórgia em 48 oportunidades. Nelas, atingiu a marca expressiva de 1.379 pontos, que resultam em 28.7 por jogo. Seu aproveitamento, nestes encontros, foi de 45.1% em chutes.

Kevin Durant (Grizzlies)

maiores Carrascos franquia playoffs

Erza Shaw/AFP

Mais um jogador contemporâneo que conseguiu o status de carrasco de uma franquia. Kevin Durant já enfrentou o Memphis Grizzlies 19 vezes em playoffs. Desta forma, atingiu a marca de 538 pontos, com um percentual de acerto de 43.8% nos arremessos de quadra. Como resultado, Durant possui média de 28.3 pontos por jogo.

Bob Pettit (Lakers)

maiores Carrascos franquia playoffs

Antes de mais nada, Bob Pettit foi o primeiro MVP da história da NBA. Além desse prêmio ilustre, o ala-pivô é também o jogador que mais pontuou contra a franquia Lakers em pós-temporadas. Na época, defendeu o, ainda, St. Louis Hawks. Foi com a camisa do atual Atlanta que Pettit chegou a marca de 1.068 pontos, em 40 jogos contra o rival. Esse número lhe dá a média de 26.7 pontos por partida, além de um aproveitamento de 42.3% nos chutes.

Kareem Abdul-Jabbar (Warriors)

maiores Carrascos franquia playoffs

Wen Roberts/AFP

O maior pontuador da história da liga não poderia ficar de fora. Com isso, Kareem Abdul-Jabbar detém também o título de maior cestinha contra o Golden State Warriors em playoffs. Desta maneira, nos 28 jogos em que enfrentou a franquia de San Francisco, somou 738 pontos, com média de 26.4 por jogo. Além disso, sua eficiência foi de 49.7% nos arremessos.

Wilt Chamberlain (Celtics)

Arquivo AFP

O Boston Celtics tem como seu maior algoz em pós-temporadas um dos maiores ídolos do Lakers e Warriors. Wilt Chamberlain atuou 49 vezes contra os celtas em jogos eliminatórios e atingiu a marca de 1.260 pontos. Além disso, obteve 50.8% nos arremessos de quadra e uma média de 25.7 pontos por jogo.

Dwyane Wade (Nets)

maiores Carrascos franquia playoffs

Sarah Stier/AFP

Principalmente contra o, ainda, New Jersey Nets, Dwyane Wade se tornou o maior carrasco da franquia em playoffs – hoje no Brooklyn. O ídolo do Miami Heat enfrentou o rival em 14 partidas, onde alcançou as marcas de 334 pontos, sendo 23.9 por jogo e a porcentagem de 49.8% nos chutes.

John Havlicek (76ers)

Arquivo AFP

Multicampeão e ídolo no Boston Celtics, John Havlicek provavelmente não é tão admirado assim pela torcida do Philadelphia 76ers. Isso porque, o ala é o principal pontuador em pós-temporadas contra o time da Pensilvânia. São 862 pontos em 36 jogos, que resultam em uma média de 23.9 por partida e um aproveitamento de 40.3% dos arremessos de quadra.

Patrick Ewing (Bulls)

maiores Carrascos franquia playoffs

Robert Sullivan/AFP

Mais um multicampeão e ídolo por uma equipe que não agradou um rival. Patrick Ewing se consagrou pelo New York Knicks, mas virou um pesadelo para a torcida do Chicago Bulls na década de 1980-90. Como resultado, em 34 jogos contra a franquia adversária, Ewing anotou 765 pontos, com 22.7 de média e 49.7% de aproveitamento.

Richard Hamilton (Magic)

Allen Einstein/AFP

Richard Hamilton foi um pesadelo para o Orlando Magic no início dos anos 2000. Com isso, o ala-armador atingiu a marca de algoz da franquia em 16 jogos de playoffs. Assim, foram 344 pontos, com média de 21.5 por partida e uma eficiência de 42.4% em seus chutes.

Julius Erving (Bucks)

Arquivo AFP

O carrasco do Milwaukee Bucks, é o ídolo do Sixers, Julius Erving. Dominante nos anos de 1970 e 80, o ala enfrentou a franquia de Wisconsin em 34 jogos de pós-temporada. Assim, conseguiu a marca de 676 pontos no total, 19.9 por jogo e aproveitamento de 47.8%.

Allan Houston (Heat)

Rhona Wise/AFP

Por fim, a última franquia a ter seu algoz revelado é o Miami Heat. O, talvez, improvável Allan Houston é o detentor desta marca. O ala-armador que atuou boa parte da carreira no Knicks, enfrentou o time da Flórida em 23 partidas de playoffs. Desta forma, somou 420 pontos, sendo 18.3 por partida. Além disso, sua eficiência nos arremessos é de 41.4% contra o rival.

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA: 

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – Promocode JUMPER

Fonte