Ministério da Saúde estuda eficácia de meia dose de vacina contra Covid-19 como reforço

1 mês atrás 20

O estudo do Ministério da Saúde em parceria com a Universidade de Oxford para avaliar a necessidade de terceira dose da vacina contra a Covid-19 deve abrir uma nova frente: o teste da meia dose de reforço.

DOSE  

A ideia é saber se as pessoas que receberem a metade de uma dose completa na terceira aplicação ficam igualmente imunizadas.

DOSE 2 

Com isso, o Brasil e outros países poderiam otimizar a aplicação de doses, vacinando o dobro de pessoas com a mesma quantidade.

DOSE 3

Num momento em que há escassez de vacinas no mundo, um resultado eventualmente positivo poderia ser celebrado por autoridades, profissionais de saúde e gestores.

MISTURA FINA 

O estudo, que começou em agosto, vai verificar a intercambialidade da Coronavac com outros imunizantes disponíveis para a população brasileira.

FINA 2 

Assim, voluntários que tomaram as duas doses do imunizante desenvolvido na China foram divididos em quatro grupos, que receberão doses de reforço da própria Coronavac, da Pfizer, da Janssen e da AstraZeneca.

FINA 3 

Os resultados vão embasar a decisão da pasta sobre o imunizante que recomendará para a terceira dose da população brasileira.

NO COMEÇO 

Por enquanto, apenas idosos e imunossuprimidos estão recebendo a dose extra —o ministério recomenda que seja aplicado o imunizante da Pfizer. Em SP, o governo usa também a da Coronavac como reforço.

FAMOSOS NAS REDES

com BRUNO B. SORAGGI, BIANKA VIEIRA e VICTORIA AZEVEDO

LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

Fonte