L’Étape Rio anuncia mudança de percurso para a edição inaugural

1 mês atrás 22

A organização do L’Étape Rio divulgou uma mudança de percurso para o evento que ocorre na Marina da Glória, no Rio de Janeiro (RJ) entre os dias 19 e 21 de novembro. O novo trajeto será de 102 km com 1.092 m de altimetria acumulada.

Após muitas sugestões do público, que pediam pelos chamados “Alpes Cariocas”, o L’Étape Rio conseguiu desenhar uma prova ciclística à altura, com a intensidade e experiências semelhantes ao Tour de France. Os “Alpes” são o conjunto de ruas e estradas cravadas nas montanhas e áreas de preservação ambiental com muita Mata Atlântica nativa ao redor.

- Tiramos a parte de São Conrado, Avenida Niemeyer e praia da Barra da Tijuca do antigo percurso. Para substituir e diversificar mais os aspectos técnicos do percurso, colocamos uma montanha dentro da Floresta Nacional da Tijuca, um ambiente onde é praticamente floresta e demanda exigência técnica - explica Fernando Cheles, diretor de prova do L’Étape Rio.

“Fora isso, adicionamos o trecho do Aterro do Flamengo e Botafogo junto a Área de Proteção ao Ciclista Competitivo (APCC) e adicionamos uma volta.”

No novo percurso, os atletas vão largar na Marina da Glória, seguindo pela orla em sentido às famosas praias de Copacabana, Ipanema e Leblon, onde irão apreciar o nascer do sol na beira mar isolada para o ciclismo nacional.

Ao terminar a orla do Leblon, o trajeto segue direto para contornar o Jardim Botânico e iniciar uma das mais famosas subidas do Rio de Janeiro – a subida da Vista Chinesa e da Mesa do Imperador, via estrada Dona Castorina -, a mesma estrada por onde passou a prova de ciclismo nos Jogos Olímpicos do Rio e que agora será fechada para os ciclistas do L’Etape Rio de Janeiro by Tour de France.

- Originalmente previsto como um percurso predominantemente plano, o L’Etape Rio nos brinda agora com um trajeto que promete ser inesquecível. É a oportunidade de competirmos nas mesmas subidas pelas quais passaram os atletas nos Jogos Olímpicos do Rio 2016.O percurso longo da prova terá pouco mais de 100km. A magnífica subida, no meio de uma das mais míticas florestas do planeta, promete ser tão espetacular quanto decisiva - comentou Pippo Garnero, vencedor da prova longa do L’Étape Brasil 2021, realizado em Campos do Jordão (SP).

- Realmente, pedalar no Parque Nacional da Tijuca é uma experiência que todo ciclista deve almejar ao menos uma vez na vida! Entretanto, o foco nos trechos planos tem que ser total! Há muitos atletas de qualidade que são acostumados a escapar no plano e nunca mais serem vistos, chegando solo na linha! Seja como for, a prova promete ser épica! Nos vemos por lá! - finalizou o atleta STRAVA.

Os atletas do percurso completo devem seguir pelo alto das montanhas sentido Estrada da Canoas, passando pela Casa do Prefeito e descendo até o retorno da prova, no famoso Mirante de Canoas. Ao iniciar o retorno, mais um desafio: com uma estrada de concreto, com a floresta da Tijuca no entorno e com bem mais técnica, essa escalada ficará na memória de todo ciclista.

- Os dois circuitos (novo e antigo) são muito desafiadores, mas têm características diferentes. Antes tínhamos menos subida e um percurso um pouco mais extenso; agora a gente encurtou a distância, mas aumentou em tempo a prova em razão de ter uma subida que exige um nível técnico e físico maior aos ciclistas - compara Fernando Cheles.

Fonte