Herdeiros da Gucci ameaçam processar filme de Ridley Scott

1 mês atrás 33

Roma

AFP

Os herdeiros da grife italiana Gucci ameaçaram nesta segunda-feira (29) apresentar uma ação judicial contra o filme "Casa Gucci", do diretor Ridley Scott, que acusam de retratar membros da família como "hooligans".

O filme é baseado em um dos acontecimentos mais marcantes da década de 1990 na Itália, o assassinato de Maurizio Gucci (interpretado por Adam Driver), o herdeiro da casa de moda italiana, a mando de sua ex-esposa Patrizia Reggiani (Lady Gaga).

"A família Gucci reserva-se o direito de tomar qualquer iniciativa para proteger seu nome e imagem, assim como os de seus familiares", diz uma carta publicada pela agência de notícias italiana ANSA e assinada pelos herdeiros de Aldo Gucci (1905-1990), fundador da grife de luxo.

O texto afirma que os herdeiros de Gucci se sentiram particularmente ofendidos com a descrição de Patrizia Reggiani, "uma mulher condenada por ordenar o assassinato de Maurizio Gucci, [apresentada] como vítima".

Eles também lamentaram que Aldo Gucci e seus parentes foram retratados como "hooligans, ignorantes e insensíveis ao mundo a seu redor."

"Casa Gucci" é dirigido pelo cineasta britânico Ridley Scott, de 83 anos, que fez alguns dos filmes mais emblemáticos dos últimos 40 anos, como "Blade Runner", "Alien", "Gladiador" e "Thelma e Louise" .

Desde os anos 1990, a família Gucci não está mais envolvida com a marca de luxo, que agora é de propriedade do grupo francês Kering, fundado pelo bilionário François Pinault.

Fonte