'Gavião Arqueiro' faz Vingador mais chato brilhar graças a aprendiz rebelde

1 mês atrás 28

Com a difícil tarefa de fazer as pessoas se importarem com o Gavião Arqueiro, a série começa devagar, mas a dupla principal captura nossa atenção, enquanto a ação realista se mostra uma mudança positiva ao MCU.

Inspirada em uma grande obra dos quadrinhos criada por Matt Fraction e David Aja, os dois primeiros episódios nos apresentam uma história promissora, que começa a reconstruir o Vingador que ninguém liga.

E quem melhor do que Kate Bishop para revitalizar o herói? Muito inspirada em sua contraparte dos quadrinhos, ela domina a série e diverte ao estar sempre no lugar errado na hora errada, afinal, Kate está começando nessa vida e seus fracos instintos de combate ao crime garantem que ela sempre se meta em confusão. É assim que acaba cruzando o caminho de Clint Barton.

Juntos, Barton e Bishop formam uma clássica dupla de mentor e pupila, com muita química na tela. Ele é o mestre mal-humorado que não quer se meter em confusão e ela é a força indomável capaz de trazer à tona o melhor de seu mentor. Clichê? Sem dúvida, mas é uma dinâmica divertida de acompanhar, por isso é tão usada no entretenimento.

Não há dúvidas de que o programa é sobre Kate, com Steinfeld roubando à cena em todas as oportunidades. Nada mais justo, afinal ela é uma personagem muito mais fascinante do que Clint. Com ela como força motora do caos, Jeremy Renner consegue dar profundidade a seu personagem como nunca fez antes. Ambos estão ótimos na tela e isso facilita para gostar da série, apesar de seus problemas.

Uma dessas falhas está no espaço dado à subtramas. Enquanto a vida familiar de Clint é deixada de lado, o relacionamento turbulento de Kate com sua mãe (Vera Farmiga) e o padrasto (Tony Dalton) tem grande destaque, garantindo os piores momentos da série até aqui, com muito pouco, de fato, a acrescentar. Fica a dúvida se o show vai realmente investir nessa dinâmica ou se é apenas uma tentativa furada de aprofundar a protagonista nos capítulos iniciais.

Seja como for, Gavião Arqueiro teve um bom começo, principalmente graças à Hailee Steinfeld. Em um universo cheio de bons personagens, ela se destaca e faz dessa série algo que merece ser visto.

Com momentos engraçados e cenas de luta bastante realistas, a série diverte, mas não espere nada inovador, pelo menos nesse início. É uma boa oportunidade para conhecermos melhor o Vingador mais sem graça de todos e sua pupila, que chega como uma potencial nova estrela da Marvel.

Fonte