DF investiga caso de Covid de viajante vindo da África do Sul

1 mês atrás 36

A secretaria de Saúde do Distrito Federal monitora um homem que testou positivo para a Covid-19 após passagem pela África do Sul —país onde foi identificada pela primeira vez a nova variante do coronavírus, a ômicron.

Ainda não é possível saber se o caso se trata de uma infecção por essa cepa.

O homem, na faixa etária entre 40 e 49 anos, já recebeu três doses de vacina contra Covid. Ele permanece assintomático e está em isolamento domiciliar desde a chegada à capital.

Segundo a secretaria, ele desembarcou em Guarulhos no dia 27 de novembro, com posterior voo para Brasília. O voo que ele pegou na África do Sul foi o mesmo em que estava o outro caso confirmado de Covid-19 identificado em São Paulo após essa viagem.

O estudo com amostra do morador da Grande São Paulo também ainda não teve resultado divulgado para saber se é uma infecção provocada ou não pela ômicron.

O acompanhamento está sendo feito pelo Cievs-DF (Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde do Distrito Federal).

O viajante realizou teste para Sars-CoV-2 no dia 29 de novembro no Laboratório Central de Saúde Pública do Distrito Federal, o qual apresentou resultado detectável.

"O Lacen-DF já iniciou as análises para sequenciamento genético da amostra, com o objetivo de verificar se trata-se da variante ômicron. O prazo para conclusão do exame é de quatro dias. O Cievs-DF permanece monitorando o caso", disse em nota.

Até o momento não há caso confirmado de infecção por Covid-19 com a variante ômicron no Brasil.

No domingo (28), a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) divulgou que um brasileiro que passou pela África do Sul testou positivo para a Covid após desembarcar no aeroporto de Guarulhos.

O caso do passageiro foi encaminhado para sequenciamento no Instituto Adolfo Lutz. Segundo a secretaria estadual da Saúde de São Paulo, ele está em isolamento em casa.

Fonte