“Deserto Particular” na batalha do Oscar

1 mês atrás 37

Aly Muritiba, diretor de ‘Deserto Particular’, escolhido pelo Brasil para disputar uma vaga entre os finalistas de melhor filme estrangeiro, faz campanha nos EUA


Antonio Saboia e Pedro Fasanaro interpretam o policial de Curitiba e a amante que ele conheceu na internet e busca em uma viagem à Bahia — Foto: Divulgação

Aly Muritiba tem sugestão de legenda para a imagem que espera ver na cobertura da mídia no Oscar 2022. “Ex-guarda de prisão de smoking no tapete vermelho”, conta o cineasta, rindo. Para isso, o seu “Deserto Particular”, o representante do Brasil na 94ª edição do prêmio da Academia, precisa conseguir uma das cinco vagas na categoria de melhor filme estrangeiro. “Será uma trajetória digna de roteiro de Hollywood. Algo que eu jamais teria escrito, por soar exagerado e pouco verossímil”, diz o diretor de 42 anos, que até 2013 era agente penitenciário.

Fonte