Conselheiro de Obama se declara culpado de desviar verba de escola

2 semanas atrás 46

https://br.sputniknews.com/20220115/conselheiro-de-obama-se-declara-culpado-de-desviar-verba-de-escola-21037072.html

Conselheiro de Obama se declara culpado de desviar verba de escola

Conselheiro de Obama se declara culpado de desviar verba de escola

Seth Andrew, ex-assessor do presidente Barack Obama, se declarou culpado de acusações de fraude eletrônica depois de roubar US$ 218.000 (R$ 1,5 milhão) de uma... 15.01.2022, Sputnik Brasil

2022-01-15T00:32-0300

2022-01-15T00:32-0300

2022-01-15T00:34-0300

panorama internacional

barack obama

congresso dos eua

casa branca

américa do norte

fraude

eua

fraudes

fraude jornalística

américas

/html/head/meta[@name='og:title']/@content

/html/head/meta[@name='og:description']/@content

https://cdnnbr1.img.sputniknews.com/img/547/46/5474681_0:306:4534:2856_1920x0_80_0_0_7d0dd4bf55c1f520c17701b30d8fce56.jpg.webp

O Departamento de Justiça dos EUA anunciou nesta sexta-feira (14) que Seth Andrew se declarou culpado de transferir o dinheiro da escola para suas próprias contas bancárias. Ele confirmou também ter utilizado o dinheiro para adquirir uma hipoteca para um apartamento multimilionário em Nova York.Com sentença a ser decida em 14 de abril, Seth Andrew, ex-assessor educacional de Barack Obama, pode pegar até 20 anos de prisão pelo crime. Andrew atuou como consultor educacional da Casa Branca de Obama entre 2014 e 2016, tendo sido preso em abril de 2021 e acusado de fraude eletrônica, lavagem de dinheiro e declarações falsas.Na época, o diretor assistente do FBI William F. Sweeney Jr. acusou Andrew de roubar o dinheiro da escola para obter "a menor taxa de juros", enquanto solicitava o empréstimo do apartamento em Manhattan.Os advogados de Andrew, Tim Doherty e Edward Kim, disseram que seu cliente havia, por mais de duas décadas, "trabalhado incansavelmente para expandir oportunidades educacionais, democráticas e tecnológicas para comunidades desprivilegiadas em todo o mundo".

https://br.sputniknews.com/20210915/ex-presidentes-bush-clinton-e-obama-lancam-projeto-para-ajudar-refugiados-do-afeganistao-18021469.html

américa do norte

Sputnik Brasil

contato.br@sputniknews.com

+74956456601

MIA „Rosiya Segodnya“

2022

Sputnik Brasil

contato.br@sputniknews.com

+74956456601

MIA „Rosiya Segodnya“

notícias

br_BR

Sputnik Brasil

contato.br@sputniknews.com

+74956456601

MIA „Rosiya Segodnya“

https://cdnnbr1.img.sputniknews.com/img/547/46/5474681_159:0:4375:3162_1920x0_80_0_0_f48ce13fdd13676fee3d6cd91a00880b.jpg.webp

Sputnik Brasil

contato.br@sputniknews.com

+74956456601

MIA „Rosiya Segodnya“

barack obama, congresso dos eua, casa branca, américa do norte, fraude, eua, fraudes, fraude jornalística, américas, departamento de justiça dos eua, fraude fiscal, fraude bancária

00:32 15.01.2022 (atualizado: 00:34 15.01.2022)

Seth Andrew, ex-assessor do presidente Barack Obama, se declarou culpado de acusações de fraude eletrônica depois de roubar US$ 218.000 (R$ 1,5 milhão) de uma escola.

O Departamento de Justiça dos EUA anunciou nesta sexta-feira (14) que Seth Andrew se declarou culpado de transferir o dinheiro da escola para suas próprias contas bancárias.

Ele confirmou também ter utilizado o dinheiro para adquirir uma hipoteca para um apartamento multimilionário em Nova York.

Com sentença a ser decida em 14 de abril, Seth Andrew, ex-assessor educacional de Barack Obama, pode pegar até 20 anos de prisão pelo crime.

"Seth Andrew, um ex-assessor da Casa Branca, admitiu hoje [13] ter inventado um esquema para roubar as mesmas escolas que ele ajudou a criar", disse o procurador americano Damian Williams em comunicado.

Andrew atuou como consultor educacional da Casa Branca de Obama entre 2014 e 2016, tendo sido preso em abril de 2021 e acusado de fraude eletrônica, lavagem de dinheiro e declarações falsas.

Na época, o diretor assistente do FBI William F. Sweeney Jr. acusou Andrew de roubar o dinheiro da escola para obter "a menor taxa de juros", enquanto solicitava o empréstimo do apartamento em Manhattan.

Os advogados de Andrew, Tim Doherty e Edward Kim, disseram que seu cliente havia, por mais de duas décadas, "trabalhado incansavelmente para expandir oportunidades educacionais, democráticas e tecnológicas para comunidades desprivilegiadas em todo o mundo".

"A vida de Seth sempre foi motivada por uma missão cívica e ele lamenta profundamente seus erros do passado", disseram.

Ex-presidentes dos EUA Barack Obama e George W. Bush em uma cerimônia em Dallas, Estados Unidos, 25 de abril de 2013 - Sputnik Brasil, 1920, 15.09.2021

15 de setembro 2021, 06:17

Fonte