Congresso peruano rejeita destituição do presidente Pedro Castillo

1 mês atrás 30

https://br.sputniknews.com/20211208/congresso-peruano-rejeita-destituicao-do-presidente-pedro-castillo-20615616.html

Congresso peruano rejeita destituição do presidente Pedro Castillo

Congresso peruano rejeita destituição do presidente Pedro Castillo

O Congresso peruano rejeitou, na noite desta terça-feira (7), a admissão da moção de vacância contra o presidente Pedro Castillo, em processo que buscava... 08.12.2021, Sputnik Brasil

2021-12-08T00:27-0300

2021-12-08T00:27-0300

2021-12-08T00:27-0300

panorama internacional

américa latina

peru

presidente

congresso do peru

américas

/html/head/meta[@name='og:title']/@content

/html/head/meta[@name='og:description']/@content

https://cdnnbr1.img.sputniknews.com/img/07e5/0c/08/20615813_0:0:3073:1728_1920x0_80_0_0_1010b247abb4450e5e1441b4bd688543.jpg.webp

#PlenárioDoCongresso l Votar a admissão da Moção 1222, que propõe a declaração de incapacidade moral permanente do presidente da República, Pedro Castillo.Com 76 votos contra, 46 a favor e 4 abstenções, o plenário do Congresso rejeitou a admissão da Moção 1222, que propõe declarar a incapacidade moral permanente do presidente da República, Pedro Castillo.Para ser admitida e entrar em discussão no congresso peruano, a moção exigia 52 votos dos 130 legisladores. Se fosse aceita, mais à frente, a oposição precisaria de 87 votos favoráveis à destituição.Em nome de meu governo, agradeço que a votação do @congresoperu tenha colocado o Peru à frente de outros interesses. Irmãos, vamos acabar com a crise política e trabalhar juntos para conseguir um Peru justo e solidário. O povo confiou-nos os seus anseios. Não vamos decepcioná-lo.A tentativa de derrubar Castillo foi apresentada no dia 25 de novembro pelos partidos de direita Avanza País, Fuerza Popular e Renovación Popular, que representam um terço do parlamento peruano.No dia 29 de novembro, durante discurso no Encontro Nacional de Camponeses, Nativos e Urbanos do Peru, o presidente acusou as elites e setores da direita peruana de se recusarem a reconhecer os resultados das últimas eleições e de tentarem desestabilizar o país.Em entrevista ao jornal peruano El Comercio, no dia 26 do mesmo mês, o ministro do Interior, Avelino Guillén, afirmou que a moção se tratava de "uma estratégia política dirigida a derrubar um governo legítimo".

https://br.sputniknews.com/20211203/dificuldade-de-ser-incumbente-explicaria-insucesso-de-lideres-da-america-latina-mais-que-ideologia-20514404.html

américa latina

peru

Sputnik Brasil

contato.br@sputniknews.com

+74956456601

MIA „Rosiya Segodnya“

2021

Sputnik Brasil

contato.br@sputniknews.com

+74956456601

MIA „Rosiya Segodnya“

notícias

br_BR

Sputnik Brasil

contato.br@sputniknews.com

+74956456601

MIA „Rosiya Segodnya“

https://cdnnbr1.img.sputniknews.com/img/07e5/0c/08/20615813_128:0:2859:2048_1920x0_80_0_0_335177b1ff1d4aab262394493deb9ead.jpg.webp

Sputnik Brasil

contato.br@sputniknews.com

+74956456601

MIA „Rosiya Segodnya“

américa latina, peru, presidente, congresso do peru, américas

O Congresso peruano rejeitou, na noite desta terça-feira (7), a admissão da moção de vacância contra o presidente Pedro Castillo, em processo que buscava declarar a "incapacidade moral" do mandatário para exercer o cargo.

#PlenárioDoCongresso l Votar a admissão da Moção 1222, que propõe a declaração de incapacidade moral permanente do presidente da República, Pedro Castillo.
Com 76 votos contra, 46 a favor e 4 abstenções, o plenário do Congresso rejeitou a admissão da Moção 1222, que propõe declarar a incapacidade moral permanente do presidente da República, Pedro Castillo.

Para ser admitida e entrar em discussão no congresso peruano, a moção exigia 52 votos dos 130 legisladores. Se fosse aceita, mais à frente, a oposição precisaria de 87 votos favoráveis à destituição.

En nombre de mi Gobierno, agradezco que la votación del @congresoperu antepusiera al Perú sobre otros intereses. Hermanos, demos fin a las crisis políticas y trabajemos juntos para lograr un Perú justo y solidario. El pueblo nos ha confiado sus anhelos. No lo defraudemos.

— Pedro Castillo Terrones (@PedroCastilloTe) December 8, 2021

Em nome de meu governo, agradeço que a votação do @congresoperu tenha colocado o Peru à frente de outros interesses. Irmãos, vamos acabar com a crise política e trabalhar juntos para conseguir um Peru justo e solidário. O povo confiou-nos os seus anseios. Não vamos decepcioná-lo.

A tentativa de derrubar Castillo foi apresentada no dia 25 de novembro pelos partidos de direita Avanza País, Fuerza Popular e Renovación Popular, que representam um terço do parlamento peruano.

No dia 29 de novembro, durante discurso no Encontro Nacional de Camponeses, Nativos e Urbanos do Peru, o presidente acusou as elites e setores da direita peruana de se recusarem a reconhecer os resultados das últimas eleições e de tentarem desestabilizar o país.

Em entrevista ao jornal peruano El Comercio, no dia 26 do mesmo mês, o ministro do Interior, Avelino Guillén, afirmou que a moção se tratava de "uma estratégia política dirigida a derrubar um governo legítimo".

"Este é um golpe de Estado, é claramente uma violação da vontade popular", apontou na ocasião.

Bonecos do ex-presidente Lula da Silva durante manifestação contra racismo no Dia da Consciência Negra em São Paulo, 20 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 03.12.2021

Fonte