Cometa Leonard pode estar se desintegrando

1 mês atrás 27

As informações que circularam nas redes no início desta semana deixaram apreensivos aqueles que estavam se programando para acompanhar a aproximação do Cometa C/2021 A1 Leonard em dezembro. Algumas observações recentes apontaram o risco de que, o que seria “O Cometa do Ano”, poderia estar se desintegrando. 

As informações ainda não confirmadas vêm de diversos astrônomos amadores que estão acompanhando a aproximação do cometa há vários meses. Ele já vinha sendo registrado há algumas semanas com uma bela coma e uma cauda bem evidente. Havia a expectativa que ele se tornasse visível a olho nu nos próximos dias, mas suas últimas observações levantaram um sinal de alerta.

publicidade

Leia também:

Os dados da COBS (Base de Dados de Observações de Cometas) indicam que o brilho do Cometa Leonard medido no último dia 28 está mais tênue que na semana passada aproximadamente 0,4 magnitudes. Isso poderia ser provocado por uma falha nas medições por conta do brilho da Lua, que atualmente está próxima ao cometa. Mas também pode indicar que a saúde do Cometa Leonard não vai bem. 

Curva de brilho do cometa C/2021 A1 Leonard. A linha laranja indica o brilho esperado e as cruzes, o brilho medido nas observações, o que vem indicando uma perda de brilho nas últimas horasCurva de brilho do cometa C/2021 A1 Leonard. A linha laranja indica o brilho esperado e as cruzes, o brilho medido nas observações, o que vem indicando uma perda de brilho nas últimas horas. Créditos: cobs.si

Quando um cometa se aproxima do Sol, parte de seu material volátil sublima e forma a coma, uma espécie de atmosfera que envolve seu núcleo, e a cauda, que é basicamente formada por parte dos gases e poeira ejetados pelo cometa e levados pelos ventos solares. 

Os ventos solares também ionizam os gases da coma e da cauda, fazendo com que eles brilhem intensamente. À medida que o cometa se aproxima do Sol, esse processo se intensifica e seu brilho tende a aumentar. Mas quando um cometa perde brilho durante sua aproximação do Sol, geralmente indica que seu núcleo está se fragmentando. E este parece ser o caso do Cometa Leonard. 

Uma imagem que reforça essa hipótese foi divulgada nesta segunda (29) pelo astrônomo Con Stoitsis. Na imagem em cores falsas, destaca-se a divisão em sua coma, se assemelhando ao formato de um “coração”. Isso pode indicar que o núcleo do Cometa Leonard, também está se dividindo. 

Imagem em cores falsas do Cometa Leonard indicam uma possível fragmentaçãoImagem em cores falsas do Cometa Leonard indicam uma possível fragmentação. Reprodução: Twitter/Con Stoitsis

Entretanto, ainda é cedo para qualquer conclusão a respeito. Uma imagem feita na manhã desta segunda (29) pelo Catalina Sky Survey mostra um núcleo aparentemente único, mas com a coma numa forma incomum. 

Imagem do Cometa C/2021 A1 Leonard feito pelo Telescópio de 1 metro do Observatório Mount Lemmon mostra o núcleo aparentemente íntegro, mas a coma em formato incomumImagem do Cometa C/2021 A1 Leonard feito pelo Telescópio de 1 metro do Observatório Mount Lemmon mostra o núcleo aparentemente íntegro, mas a coma em formato incomum. Créditos: Catalina Sky Survey/K. Wierzchos

Segundo o astrônomo brasileiro Cristóvão Jaqcues, precisamos esperar as próximas 24 ou 48 horas ainda. “Parece que tem ainda um núcleo íntegro, porém este formato da frente do cometa pode indicar problemas. Deveria ser mais arredondado, e isso pode indicar uma atividade desigual no núcleo”, conclui o astrônomo.

Os cometas são objetos astronômicos cujo comportamento é muito difícil de se prever. Eles geralmente nos surpreendem, para bem ou para mal. Às vezes sobrevivem a uma passagem rasante ao Sol, como foi com o Lovejoy em 2011. Às vezes  apresentam um aumento súbito de brilho e dão um show no céu, como ocorreu com o Hale Bopp em 1997. E às vezes, simplesmente se desintegram antes mesmo de alcançarem sua maior aproximação do Sol, como o decepcionante caso do Cometa Atlas no ano passado

Cometa C/2021 A1 Leonard registrado pelo astrônomo Michael Jäger em 24 de novembroCometa C/2021 A1 Leonard registrado pelo astrônomo Michael Jäger em 24 de novembro. Créditos: Michael Jäger

Agora nos resta acompanhar a evolução deste caso para sabermos qual será o destino do Cometa Leonard. Esperamos que ele supere essa fase e nos surpreenda positivamente, se tornando o nosso presente de Natal deste ano. 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Fonte