Cliente espera reembolso de passagens da Decolar

1 semana atrás 17

A enfermeira Mayara Mesquita de Oliveira, 32 anos, da Vila Formosa (zona leste), conta que, em dezembro de 2019, comprou duas passagens aéreas pela Decolar de ida e de volta para Santiago, no Chile.

A leitora relata que a viagem estava marcada para junho do ano passado, mas, por causa da pandemia, o passeio não foi realizado.

"O Chile fechou as fronteiras para indivíduos de outros países. Então, solicitei o reembolso do valor pago, no total de R$ 1.620,46, uma vez que fui informada pela empresa, por email, que poderia remarcar as passagens sem nenhuma cobrança apenas até dezembro. A partir de janeiro de 2022 cobrarão os preços e taxas atuais. Porém, não tenho como viajar ainda neste ano", afirma a leitora à reportagem.

A enfermeira conta que entrou em contato com a central de atendimento da Decolar diversas vezes solicitando o cancelamento e o reembolso. "Poucas vezes consegui falar com alguém no telefone, sempre é um jogo de esperar e, quando atendem, apenas dizem que estão analisando o caso", queixa-se ela.

"Não dão um prazo para uma resolução. Já se passaram quase dois anos, não consegui viajar e preciso do meu reembolso. Não é justo ficarem com meu dinheiro, mesmo que agora abram as fronteiras", reclama.

"Aguardo contato da Decolar o quanto antes para que essa situação seja resolvida. É um total descaso o que estão fazendo. Peço a intervenção do Defesa do Cidadão para que devolvam o que paguei", afirma.

Empresa promete devolução

A Decolar informa, por meio de nota de sua assessoria de imprensa, que fará o reembolso do valor pago para resolver o caso. A empresa diz ainda estar à disposição da consumidora para prestar quaisquer esclarecimentos.

Em novo contato com o Agora, a leitora Mayara Mesquita de Oliveira confirmou a informação. "Disseram que devolverão o valor, mas não deram nenhuma previsão de data. Espero que seja o quanto antes, pois já pagamos o total da viagem há muito tempo", disse.

Fonte