Black Friday 2021: vendas do e-commerce crescem 31% nos sete dias que antecederam a data

1 semana atrás 13

As vendas no e-commerce brasileiro entre 18 e 24 de novembro, ou seja, na semana que antecedeu a Black Friday 2021, totalizaram R$ 2,8 bilhões. O valor corresponde a uma alta de 31% em relação ao mesmo período de 2020 (19 a 25 de novembro), de acordo com os dados da NielsenIQ|Ebit, consultoria de análise de comércio eletrônico.

O relatório mostra que o número de pedidos cresceu 11%, para 5,1 milhões, e o valor médio das vendas no período subiu 14%, para R$ 533. Nos sete dias analisados pela NielsenIQ|Ebit, os dois destaques positivos foram a quinta-feira (18), com alta de 53% no faturamento, e a quarta-feira (24), com crescimento de 46% – ambos na comparação com os mesmo dias do ano passado.

Apenas a segunda-feira (22) teve queda no período analisado: um recuo de 16% sobre o mesmo dia da semana do ano passado.

Considerando a semana que passou, o segmento de destaque foi eletrodomésticos, representando 22% do faturamento total, seguido por celular (19%), casa e decoração (13%), eletrônicos (9%), informática (9%), moda e acessórios (5%), perfumaria e cosmético (3%) e esporte e lazer (3%).

Somado a isso, o Google também divulgou nesta quinta (25) algumas informações sobre os dias que antecedem a Black Friday. Em relação aos atributos que os consumidores consideram na hora da compra, neste ano, o cashback é destaqu, conforme os dados do Google referentes ao período entre 14 e 20 de novembro.

Veja: 

Atributo que é drive de decisão da compraEntre 14 e 20 de novembro de 2021 vs. mesmo período de 2020
1.  Cashback38%
2. Cupom7%
3.  Retire na loja6%
4. Frete Grátis3%
5.Promoção-4%
6. Frete rápido-17%

“Vemos as duas pontas: o frete rápido perdeu o diferencial porque a barra subiu. Todo mundo já correu para entregar rápido, portanto, o cliente já espera isso. O diferencial passa a ser outros benefícios, como o cashback. Essa mecânica de ter de volta parte do valor investindo vem se consolidando”, afirmou Thomas Suzaki, líder de insights de mercado do Google.

A prévia da inflação de novembro, divulgada pelo IBGE nesta quinta (25), teve alta de 1,17% em novembro frente outubro – o maior valor para o mês desde 2002, quando ficou em 2,08%.

“Diante da inflação percebemos que as pessoas estão buscando bons preços, elas querem achar a melhor promoção e estão mais focadas. Por isso, a parte financeira e o que o cliente ganha com a compra vem sendo o diferencial”, acrescenta Rodrigo Chamorro, head de insights e analytics do Google.

Buscas nesta quinta

Considerando esta quinta-feira (25), na faixa de horário entre 11h e 13h comparando entre o período de 9h e 11h, roupas e relógios inteligentes aparecem como itens mais pesquisados nessas horas pré-Black Friday.

Veja:

Termos buscados % de buscas entre 11h e 13h comparado com 9h e 11h 
1. Roupas+237%
2. Relógios inteligentes+208%
3. Laptop+165%
4. Lâmpada inteligente+162%
5. Máquina de café+ 158%
6. Vinho+154%
7. Tênis+154%
8. Cômoda de bebê+153%
9. Chapéu+148%
10. Smart TV 4K+148%
Fonte