Arqueólogos desenterram em Israel peças de vidro produzidas há 1.600 anos (FOTOS)

1 mês atrás 30

Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021

Sociedade e cotidiano

As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

https://br.sputniknews.com/20211129/arqueologos-desenterram-em-israel-pecas-de-vidro-produzidas-ha-1600-anos-fotos-20453193.html

Arqueólogos desenterram em Israel peças de vidro produzidas há 1.600 anos (FOTOS)

Arqueólogos desenterram em Israel peças de vidro produzidas há 1.600 anos (FOTOS)

Arqueólogos da Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA, na sigla em inglês) descobriram no país antigos produtos de vidro que datam do período romano tardio. 29.11.2021, Sputnik Brasil

2021-11-29T21:11-0300

2021-11-29T21:11-0300

2021-11-29T21:11-0300

sociedade e cotidiano

israel

arqueologia

vidro

artefatos

império romano

/html/head/meta[@name='og:title']/@content

/html/head/meta[@name='og:description']/@content

https://cdnnbr1.img.sputniknews.com/img/07e5/0b/03/18188867_0:160:3073:1888_1920x0_80_0_0_608b5175719eaba4fcb1c7b260ff4190.jpg.webp

As escavações arqueológicas foram conduzidas no âmbito do projeto ferroviário no Vale de Jezreel, onde os pesquisadores desenterraram restos de fornos de vidro antigos que produziam quantidades comerciais de vidro bruto há cerca de 1.600 anos. Durante o período romano, o vidro era valorizado pela sua transparência e beleza, usado em edifícios públicos na forma de janelas, mosaicos e luminárias, além de ser aplicado na produção de tigelas e vasos para beber vastamente utilizados em casas romanas. Por isso, a demanda de vidro exigia que os centros industrializados satisfizessem a necessidade dos consumidores, sendo o local de produção de vidros no Vale de Jezreel um desses centros, escreve portal Heritage Daily. Cientistas encontraram vários fornos que consistiam de compartimentos de fornalhas, onde eram queimados gravetos em altas temperaturas, e uma câmara para derreter matérias-primas (areia de praia e sal) a temperaturas de 1.200 graus Celsius.Uma análise química de recipientes de vidro deste período mostrou que muitos locais na Europa e na bacia do Mediterrâneo adquiriam produtos de vidro desta região que abasteciam o mundo romano.

israel

império romano

Sputnik Brasil

contato.br@sputniknews.com

+74956456601

MIA „Rosiya Segodnya“

2021

Sputnik Brasil

contato.br@sputniknews.com

+74956456601

MIA „Rosiya Segodnya“

notícias

br_BR

Sputnik Brasil

contato.br@sputniknews.com

+74956456601

MIA „Rosiya Segodnya“

https://cdnnbr1.img.sputniknews.com/img/07e5/0b/03/18188867_170:0:2901:2048_1920x0_80_0_0_2a850081d25e24117bd0a903ba8e3d61.jpg.webp

Sputnik Brasil

contato.br@sputniknews.com

+74956456601

MIA „Rosiya Segodnya“

israel, arqueologia, vidro, artefatos, império romano

Arqueólogos da Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA, na sigla em inglês) descobriram no país antigos produtos de vidro que datam do período romano tardio.

As escavações arqueológicas foram conduzidas no âmbito do projeto ferroviário no Vale de Jezreel, onde os pesquisadores desenterraram restos de fornos de vidro antigos que produziam quantidades comerciais de vidro bruto há cerca de 1.600 anos.

Durante o período romano, o vidro era valorizado pela sua transparência e beleza, usado em edifícios públicos na forma de janelas, mosaicos e luminárias, além de ser aplicado na produção de tigelas e vasos para beber vastamente utilizados em casas romanas.

Por isso, a demanda de vidro exigia que os centros industrializados satisfizessem a necessidade dos consumidores, sendo o local de produção de vidros no Vale de Jezreel um desses centros, escreve portal Heritage Daily.

Cientistas encontraram vários fornos que consistiam de compartimentos de fornalhas, onde eram queimados gravetos em altas temperaturas, e uma câmara para derreter matérias-primas (areia de praia e sal) a temperaturas de 1.200 graus Celsius.

"Esta é uma descoberta muito importante com implicações sobre a história da indústria de vidro, tanto em Israel como em todo o mundo antigo. De fontes históricas que datam do período romano, sabemos que o Vale do Acre era conhecido por sua areia de excelente qualidade, que era altamente adequada para a fabricação de vidro", explicou Yael Gorin-Rosen, curador-chefe do Departamento de Vidro da IAA.

Uma análise química de recipientes de vidro deste período mostrou que muitos locais na Europa e na bacia do Mediterrâneo adquiriam produtos de vidro desta região que abasteciam o mundo romano.

Fonte