Antes de morrer, Halyna Hutchins protestou por melhores condições de trabalho

1 mês atrás 22

Antes do falecimento da diretora de fotografia Halyna Hutchins, em trágico acidente envolvendo Alec Baldwin, o sindicato IATSE, que representa os trabalhadores de Cinema em Hollywood (incluindo diretores de fotografia, editores, e mais), estava à beira de uma greve. O protesto chegou a ser apoiado por Hutchins.

A intenção do sindicato em realizar a greve era reivindicar melhores condições de trabalho para os membros, incluindo salários mais altos e maior segurança nos sets.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os planos, no entanto, foram engavetados após o IATSE anunciar um acordo com a organização que representa os maiores estúdios de Hollywood, incluindo Paramount, Warner Bros. e Universal Pictures.

Nas mídias sociais, a diretora de fotografia de Rust havia apoiado a greve, escrevendo: “Estou do lado da nossa equipe da IATSE aqui no Novo México, enquanto trabalhamos em Rust”.

Publicação trágica de Halyna Hutchins

Outra trágica publicação de Halyna Hutchins, a última no Instagram dela, mostra ela andando à cavalo nos dias de folga das filmagens de Rust.

“Um dos benefícios de gravar um faroeste é poder andar a cavalo nos dias de folga”, escreveu a diretora de fotografia na legenda do vídeo.

O vídeo rapidamente viralizou, com muitos apontando o novo teor trágico que ele ganhou desde o acidente envolvendo Alec Baldwin.

Por enquanto, o caso ocorrido no set de Rust segue sendo investigado.

Fonte