Activision Blizzard: comissão dos EUA investiga reação da empresa após denúncias de assédio

1 mês atrás 16

A Activision Blizzard segue empilhando problemas. Agora, a desenvolvedora é alvo de uma investigação da Comissão de Segurança e Câmbio (Securities and Exchange Commission, SEC, em inglês) por causa de como tratou com as alegações de assédio sexual e abuso dentro da empresa, que levou à intimação de executivos de alto escalão da empresa, incluindo o CEO Bobby Kotick.

A SEC deseja descobrir se a Activision Blizzard compartilhou as informações sobre as acusações de assédio e discriminação no local de trabalho com “investidores e outras partes”. Documentos da empresa, arquivos pessoais, acordos de separação, atas de reuniões até de 2019 e comunicações de Bobby Kotick com outros executivos foram solicitadas.

publicidade

Leia mais:

A desenvolvedora, por sua vez, alegou que está cooperando com a SEC. Bem diferente do que disse no processo movido por um departamento do governo do estado da Califórnia, em julho, quando disse que as informações estavam “distorcidas”. Em seguida, Kotick rejeitou o comentário e afirmou que a empresa estava “surda”.

O Tribunal Distrital dos Estados Unidos na Califórnia processou a companhia alegando que mulheres que trabalham na Activision Blizzard foram assediadas sexualmente e recebiam menos do que os colegas homens, principalmente na Blizzard Entertainment. J. Allen Brack, presidente da empresa, renunciou ao cargo.

Blizzard EntertainmentOs principais casos foram registrados na Blizzard Entertainment. Foto: Blizzard/Reprodução

Entre os casos de violência contra a mulher, o ex-diretor criativo sênior Alex Afrasiabi foi acusado de bater abertamente em funcionárias e tentar beijá-las a força. Funcionários e supervisores do sexo masculino precisaram retirá-lo fisicamente de cima das mulheres violentadas. O comportamento do ex-diretor foi tolerado com “pouca ou nenhuma repercussão”. Ele foi demitido apenas no início de 2020.

No mês passado, outros funcionários foram desligados da Activision Blizzard, incluindo o ex-diretor Luis Barriga e o designer Jesse McCree, da equipe de ‘Diablo IV’, e Jonathan LeCraft, ex- designer de ‘World of Warcraft’. O motivo das saídas não foi divulgado pela companhia.

Via: Digital Trends / Arstechnica

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!


Amazon Prime também é feito para jogadores!

Todo mês, obtenha itens exclusivos, jogos grátis, uma assinatura gratuita na Twitch.tv e muito mais com sua assinatura Prime. Clique aqui para um teste gratuito de 30 dias.

Fonte