Ação contra pirâmide de aposta esportiva apreende carros de luxo e R$ 20 mi

1 mês atrás 42

Dois carros de luxo foram apreendidos e R$ 20 milhões bloqueados em uma operação contra uma organização criminosa suspeita de usar apostas esportivas e investimentos em criptomoedas para aplicar golpes em suas vítimas, em Goiás.

Inicialmente, o esquema de pirâmide financeira, que dependia do recrutamento de novas pessoas por participante, prometia lucro de 50% ao mês para os que aplicassem dinheiro em seus negócios virtuais. Já nos últimos meses, a promessa caiu para "apenas" 30% de lucro em cima do investimento inicial. Sem condições de cumprir com o acordo, a quadrilha lesou centenas de investidores.

Os suspeitos trabalhavam em uma base na cidade de Bela Vista de Goiás (GO). R$ 20 milhões foram bloqueados em 15 contas bancárias diferentes, atribuídas a membros da quadrilha, além da apreensão de dois carros de luxo, dispositivos eletrônicos, documentos e dinheiro em espécie, na última sexta-feira (26).

A "Operação Octopus" também apreendeu criptomoedas, com valor equivalente a R$ 2 mil, na primeira apreensão in loco da moeda virtual, protegida por criptografia, que foi convertida em moeda corrente ainda no local da busca e apreensão, uma dos 11 alvos do mesmo dia.

Ainda durante a ação, quatro pessoas foram detidas com mandados de prisão temporária, segundo informações da própria Polícia Civil. Os membros da quadrilha podem ser condenados por organização criminosa, lavagem de dinheiro e crime contra a economia popular, já que supostos "investidores" "obtiveram lucros financeiros sem justa causa, atípicos e desproporcionais, ocasionando prejuízos financeiros a centenas de pessoas".

Fonte