Tetos brancos reduzem a temperatura e retardam o aquecimento global


Segundo pesquisador Hashem Akbari, do Lawrence Berkeley National Laboratory, na California, cerca de 25% da superfície de uma cidade consiste de telhados, a monitoração de mais de 10 edifícios na Califórnia e na Flórida demonstra que o uso de tetos frios poupa, para os moradores e proprietários de imóveis, de 20 a 70% do uso anual de energia de resfriamento.

Estes produtos reduzem a transferência de calor para o interior, reduzindo custos com ar-condicionado, tetos brancos reduzem a temperatura, combatem o excesso de CO2 e retardam o aquecimento global, cada 100 m2 pintados compensam 10 t de emissão de CO2.

se em 20 anos todos os tetos forem pintados de branco, teremos o efeito de retirar metade dos carros que rodam em todo o mundo a cada ano deste programa, isso possibilitaria um atraso nos efeitos do aquecimento global.

Há uma campanha internacional para a utilização de materiais reflexivos na construção e reforma de tetos em regiões temperadas e tropicais.

A reflexão solar em pavimentos pode ser elevada 0,15, compensando 4 t de CO2 para cada 100 m2. até 2040, 70% da população mundial poderá viver nas cidades, cujas superfícies tem 60% de tetos e pavimentos.

Permanentemente aumentando a reflexão solar de tetos e pavimentos em todo o mundo, pode gerar uma compensação equivalente à emissão de 11 bilhões de carros por ano. Isto significa tirar das ruas cerca de 600 milhões de carros por 18 anos. Se somente os tetos tivessem suas cores escuras substituídas, pode-se conseguir uma compensação de 24 bilhões de toneladas de CO2.

ARTIGOS RELACIONADOS
Política de Privacidade • 2018 (CC)