Rapelay: o game proibido que simula estupro, violência e aborto.


Fruto da “criatividade desenvolvida dos Japoneses8O o Rapelay foi produzido em 2006 pela Illusion e restrito ao mercado Japonês, mas no fim do ano passado começou a chegar a outros países do ocidente, inicialmente foi vendido pelo site Amazon aos consumidores Britânicos mas depois foi retirado das vendas por causa da repercussão negativa.


Embora seja banido na maioria dos países, continue sendo oferecido de forma ilegal em sites de compartilhamento via “torrent” (devido ao grande tamanho do arquivo 2,5 GB) e em programas p2p tipo eMule.

Objetivo do Jogo:
A história começa quando um jogador encontra a mulher em uma estação de metrô e começa a molestá-la, os estupros acontecem primeiro no trem e depois em um parque da cidade, se o autor conseguir fotografar a vítima nua e chorando, ele consegue acesso às duas filhas e também as violenta e obriga todas a abortar.

Se o jogador não conseguir que as suas vítimas abortem ele perde e o seu personagem é jogado na linha do metrô, o game permite ainda que vários jogadores “brinquem” ao mesmo tempo com uma mulher.

Impunidade:
O Ministério Público Federal (MPF) já tomou conhecimento da existência do jogo, o procurador acrescenta que o jogo é vendido somente de maneira ilegal, e não em estabelecimentos formais.

Se há locais estabelecidos no Brasil vendendo, nós vamos agir contra eles. Mas quase tudo é fruto de pirataria ou está difuso na internet para ser baixado. Os serviços de compartilhamento de dados não estão hospedados no Brasil nem são geridos por brasileiros“, diz o Procurador.

ARTIGOS RELACIONADOS
  • as-48-leis-do-poder
  • manga_hentai_20
  • Francisco Gallucci d

    Nâo acho que um jogo vá motivar pessoas a serem agressivas. É só entretenimento. Quem quer fazer a maldade num vai fazer por causa de um jogo de video game. Caso assim fosse; não teriamos nenhum ato violento antes 1972 (ano da criação do 1ª video game)
    Abçs.

  • http://iago_absoluto@hotmail.com.br iago

    pow ia ser legal um jogo porno que nem esse!!
    e se ele incentiva as pecoas a estrupa e faser aborto!
    deus da guerra e otros jogos violentos incenticva oq????!!!
    fui!

  • Bruno!

    Que besteira! Maldita globalização e inclusão digital!

    Todos os jogos incentivam a violência(TODOS).

    Tv só passa putaria… é uma tolice total isso.

    Tem gente q viaja!

    Criatividade mesmo, os melhores jogos hentais são eles que fazem *_*

    Sempre querem dar alguma desculpa.. pra algo..

  • Victor

    Galera, falando quem é que nunca assistiu um filme de estupro hãn?, quem nunca assistiu um filme de morte isso tupo é uma questão de mentalidade concordo que devam proibir o jogo para menores de idade de fato, mas uma pessoa adulta, pelo menos na minha opnião jamais se deixaria levar por um simples game hentai, é melhor extravasar tudo ne um jogo e ficar na paz aqui na vida real, mas respeito a opnião de todos… e se a justiça tomou essa "opnião" eu também RESPEITO mas não CONCORDO.

  • Victor

    Bom iae galera sou eu de novo, continuando, eu queria repensar o meu comentário anterior, eu tava olhando ali uma entrevista, pohw, não sabia que o jogo incluise pedofilia porisso eu volto atrás e CONCORDO com o ato da proibição do jogo RAPELAY e peço desculpas pelo meu comentário sem noção.

  • Akane Youko

    Gente, eu não tenho preconceito nenhum com nenhum dos povos principalmente asiatico (so xineza ^^), mas eu não acredito que os japoneses tenham feito esse tipo de jogo, justo eles que preservam as boas maneiras,cultura, etc,mas ja que fizeram eu acho uma p*** sacanagem mesmo em jogos,estupros, pedofilia, aborto,etc, mas me disseram que já foi pro lixo todos essesjogos. cara, isso é uma falta de respeito com toda a sociedade, pedofilia é crime chega disso, as crianças nao merecem esse tipo de tratamento. meu Deus vamo fazer uma passeata para acabar com a pedofilia e todo o tipo de violencia contra os seres humanos.

Política de Privacidade • 2014 (CC) • Hosted on VEXXHOST