IMEI: Aprenda a bloquear o aparelho celular em caso de perda ou roubo


Quando o usuário tiver o celular roubado, furtado ou perdido, deve ligar para sua operadora pedindo o bloqueio do aparelho, que será feito em caráter temporário através do número da linha, sem necessidade do número único do celular o IMEI.

Esse bloqueio temporário durará 48 horas, então o usuário deve pedir o bloqueio permanente com o IMEI do aparelho ou assinando um termo de responsabilidade junto à operadora em caso de roubo, não é obrigatório o BO.

A dispensa do BO visa ajudar as pessoas que tem dificuldade para registrá-lo e para agilizar o processo, mas ele ainda é um recursos necessário para ação e avaliação de medidas de segurança pública, então sempre que possível o consumidor deve fazê-lo.

Em alguns estados é possível solicitá-lo pela internet, sendo assim, procure o site da Polícia Civil para encontrar a Unidade Policial mais próxima.

Com o BO em mãos, entre em contato com sua operadora e solicite o bloqueio do IMEI, o atendente solicitará a cópia do BO por fax ou email e assim que você enviar, o bloqueio será concluído.

Após o cadastro o celular constará no CEMI (Cadastro de Estações Móveis Impedidas) ou popularmente conhecida como Blacklist (Lista negra de dispositivos roubados).

Uma vez cadastrado no CEMI não será mais possível a utilização do celular por qualquer operadora, inutilizada assim o aparelho.

IMEI (International Mobile Equipment Identity)

O IMEI é um número de identificação do aparelho que contém 15 algarismos e vem programado de fábrica, este número pode ser encontrado impresso no próprio aparelho celular, no compartimento da bateria, bem como na caixa do produto ou na nota fiscal de compra.

É possível obtê-lo, digitando o código *#06# no seu celular. O número consiste de 4 grupos, que seguem o padrão: nnnnnn-nn-nnnnnn-n.

Cada celular GSM no mundo tem seu número único de IMEI. Essas identificações são armazenadas em um banco de dados global contendo todos os equipamentos móveis válidos.

Ladrões, Receptadores e Afins
O que devemos fazer é popularizar este procedimento e denunciar os meliantes (“técnico” ou lojinha “meia boca” ) que trocam o IMEI, artifício ilegal, idêntico a troca do numero de chassi de um automóvel, ou seja, cadeia para quem faz isso.

Você compra um carro roubado? Então porque compraria um celular, se quer comprar um usado, mais barato, compre em uma loja especializada e legalizada.

Quando você perder ou tiver o celular roubado sempre (sempre mesmo!) faça o bloqueio pelo IMEI, pois quanto mais pessoas fizerem isso, menos visados serão os telefones.

Se todas as pessoas seguirem esses passos, roubar celulares perde o sentido, tendo em vista que eles não podem mais ser usados.

ARTIGOS RELACIONADOS
  • rastreador_gps
  • 36
  • grafico-bio-ritimo
  • EDILSON

    legal artigo otimo!
    ajuda pra caramba se todos fazerem isso

    • Cida Gomes

      Meu esposo perdeu o aparelho e fiz todo o cancelamento tanto como do chip e do aparelho agora se funciona não sei, mas fiz pois acho que não custa devolver né.

  • Lucas

    o bloqueio do imei deveria ser mais acessível, sem precisar dessa burocracia, uma coisa roubada jamais irás recuperar, pois o bandido quando saber que o celular foi bloqueado ele irá descartar, ou vender para alguma assistência de celulares para vender o display e outras peças

  • kleiton

    infelizmente esse prática é falha pois tive o desprazer de localizar o meu aparelho roubado e estava sendo vendido e com o sinal da operadora.não consegui recupera-lo devido as circunstâncias.É dasanimador pois as próprias operadoras facilitam a utilização do imei por outro chip,ou seja,as próprias operadoras corroboram para a impresa do furto e roubo de celulares,coisa que a própria Anatel deveria fiscalizar.

    • Cida Gomes

      Mas como vc sabia q era mesmo o seu aparelho? Só se vc conseguiu ver o imei do aparelho.

  • Daiana

    Eu acredito nessa prática sim, o IMEI é a identidade do aparelho celular, um vez bloqueado (seguindo todo burocracia), não poderá mais ser utilizado.

Política de Privacidade • 2014 (CC) • Hosted on VEXXHOST