Estados Unidos e sua Política Hipócrita Anti Drogas “Faça o que eu digo, não faça o que eu faço”


A Maconha é o principal produto agrícola dos EUA, Segundo a agência católica Fides e o professor Jon Gettman da George Mason University, na Virgínia do Norte, a maconha se tornou o principal produto agrícola dos EUA, um negócio que rende cerca de US$ 35,8 bilhões por ano.

A plantação de maconha é mais extensa do que a de algodão no Alabama, do que as de uva, hortaliças e feno juntas na Califórnia, do que a de amendoim na Geórgia, e do que a de tabaco na Carolina do Sul e na Carolina do Norte.

A Califórnia é o principal produtor e exportador dentro dos EUA, ao ponto que no momento teria substituído seu destaque na produção de vinhos com o destaque em produção de cannabis.

A maconha, é o principal produto agrícola em termos de rentabilidade em 12 estados, está entre os primeiros três em 30 estados e entre os primeiros cinco em 39 estados.

EUA são os maiores compradores legais de coca no mundo, As restrições à coca impostas pelas convenções internacionais não impedem a existência de um comércio internacional legal do produto, no qual os Estados Unidos são os principais compradores.

De acordo com dados das Nações Unidas, que fiscalizam esse comércio legal, os Estados Unidos importam cerca de, 98,8% de todas as folhas de coca que são comercializadas legalmente no mercado internacional.

São cerca de 120 a 175 toneladas de folhas de coca importadas por ano, além dos Estados Unidos, apenas a Itália e Holanda importou folhas de coca legalmente, O Peru e a Bolívia são os únicos países com permissão para exportar legalmente folhas de coca, mas desde 2000 somente o Peru vende internacionalmente o produto, de acordo com os dados da ONU.

Esta demanda americana pelas folhas de coca é alimentada pelo uso da planta como base para a fabricação de um aromatizante utilizado na preparação da Coca-Cola, (Leia: Coca-cola contem alcalóides da folha de coca.)

Segundo dados do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, existem hoje três empresas no país autorizadas a importar folhas de coca, uma delas, Stepan Chemical, é responsável desde 1903 pela fabricação, para a Coca-Cola, de um aromatizante incluído na fórmula do refrigerante.

A cocaína retirada das folhas pela empresa durante o processo de fabricação do aromatizante é vendida em parte para pesquisas ou usos médicos. outra parte acaba “destruída”. 🙄

ARTIGOS RELACIONADOS
Política de Privacidade • 2018 (CC)